O Galaxy W (GT-I8150B) - continuação

otavio publicou em 04/01, 00:53 hs , e editou pela última vez há mais de 8 anos atrás.

Como eu já disse nesse outro post, o uso do Samsung Galaxy W nesses últimos 10 dias tem sido de uso intenso e com resultado mais positivo que negativo.

A começar pela bateria. Que bateria (para smartphone, óbvio, não estou comparando com os Nokia que duravam 5, 6 dias)! A bateria tem durado de 34 a 40h. Isso com uso frenético. Se leio menos de 50 emails por dia nele (ou escrevo), é pouco. O acesso a internet é diário, incluindo acesso a feeds, e com wi-fi e 3G ligados todo o tempo. Inclusive nas noites em que ele não está carregando.

A tela é sempre visível, inclusive em dias de sol (e no sol) intenso. Ponto para a tela de AMOLED. Mas o toque que parecia encerado no começo, já não está mais lá. Gastou e está como as telas normais. Nada ruim, mas normal.

A câmera é em rápida e mesmo quando não usamos o flash tem uma exposição aceitável. Também não é nada do outro mundo, já vi melhores, mas ok. A câmera frontal é um bom plus, apesar da baixa resolução (acho que são 1 ou 2MP). A câmera fica ainda mais rápida se você usa o armazenamento interno (até 1GB) ao invés do cartão de memória (que no meu caso, uso um de 8GB ao invés do de 2GB que veio com o aparelho).

Já para usar o Connectbot:“http://code.google.com/p/connectbot/” (acesso shell aos servidores), a vida ficou mais chata. O teclado nessa hora era uma tremenda mão na roda.

Outro fato super positivo é a estabilidade dessa versão 2.3.5 do Android. Nenhum pau, travamento, bug, … Apenas tranquilidade. Mesmo com múltiplas contas do Google a leitura de emails, alertas e agendas transcorre na maior tranquilidade.

Ou seja, a satisfação tem sido grande com esse aparelho. Ponto para a Samsung!

if(typeof jQuery == 'undefined'){ document.write("